domingo, 16 de março de 2014

SUÍÇA - ALPES, LAGOS, PAISAGENS, CHOCOLATES, QUEIJOS....QUER MAIS?

SUÍÇA - UM ROTEIRO COM PAISAGENS DE SONHOS EM PLENO INVERNO EUROPEU

visual inesquecível

Amigos, quando planejamos viajar para uma localidade que estará no meio do inverno, devemos, acima de tudo, ser bastante cuidadosos...não acham? ... Mas, por que?

Vilarejo de montanha - paisagem de sonhos (Wengen)
Muitas vezes, a mãe natureza não está preocupada com o seu "suado" dinheirinho (economizado a duras penas para viajar) e resolve dar o "ar de sua graça" da maneira mais devastadora possível. Assim, uma viagem "azarada" para NY, Canadá, Rússia, países nórdicos, Alemanha, ou mesmo Londres pode se tornar um verdadeiro martírio e uma grande decepção...vide as nevascas de janeiro de 2014 na costa leste dos "States". Tenho amigo que viajou para NY e mal saiu do hotel!!!!

Lucerna

Considerando que o Mediterrâneo ameniza os efeitos do inverno europeu, escolher alguma cidade litorânea (ao Mediterrâneo) parece então ser uma boa opção...será? Not really, já que, invariavelmente, estas cidades nada têm a oferecer durante o inverno. Perdem muito da beleza e literalmente fecham suas atrações (restaurantes, passeios etc.), como se estivessem hibernando, afugentando qualquer possibilidade de um bom turismo.

Marca registrada da Suíça - Montanhas majestosas vs Lagos cristalinos

Mas, e se vc decidisse ir para um lugar que saiba conviver bem com o inverno? Um lugar que, ao longo de anos, aprendeu a conviver em perfeita harmonia com esta estação, estando sempre preparado para ela. Um lugar que fica bem mais bonito com invern. Um lugar cuja infraestrutura não permite que nada pare no inverno. E finalmente, um lugar que, nesta estação, nos revele as belíssimas paisagens que idealizamos em nosso imaginário e vemos nos cinemas...Vc mudou de idéia??!!

Lago Lucerna

Pois bem, meus amigos! Esse lugar existe e se chama SUÍÇA!!!

Alpes Suíços!

Claro que as cidades e vilarejos desse pequeno e singelo país também podem e devem ser visitadas no verão ou primavera, porém, na minha humilde opinião, é justamente no inverno que o "colorido" branco da neve (perdoem minha licença poética!! rsrs) contrasta com o "calor" de sua deliciosa gastronomia (chocolates e queijos) típica, criando a atmosfera ideal para o turismo descompromissado.

Chocolates....chocolates....de verdade!!

Esqueça, portanto, as preocupações dos estragos que a mãe natureza pode provocar em sua viagem. A Suíça está mais do que preparada para receber vc no inverno!

Quer paisagem mais invernal??!!

Neste post, vou procurar mostrar algumas imagens e falar um pouco de algumas aventuras que distinguem a Suíça de demais países, tornando-a um destino ideal para a época do inverno.


Portanto, vistam seus casacos, luvas e gorros e embarquem sem medo (e sem filtros) nessa aventura.....and, please, relax and enjoy the view and the ride

filhota curtindo o visual no passeio de barco em Lucerna

PLANEJANDO A VIAGEM

Como falei antes, é no planejamento que jaz sua maior preocupação! Lembre-se: vc estará viajando no inverno! Ser precavido e ter um bom planejamento, rico em alternativas, não faz mal a ninguém. Portanto, desta vez, vou me prender um pouco mais neste tópico.

Weggis chegando de barco

Aliás, é justamente no "planejamento" que devo primeiramente abrir um grande parênteses e dar merecido crédito ao "mestre de todos os blogs de viagem", Ricardo Freire, com seu site/blog "viaje na viagem" mais do que completo, riquíssimo em informações:http://www.viajenaviagem.com/.

Monte Rigi

Sou fã de carteirinha do blog do Ricardo que, além de totalmente profissional, reúne dicas fantásticas e indicações de posts correlatos que são de inestimável ajuda.

Topo do Rigi

Poxa, se o blog dele é tão completo, o que estou fazendo aqui, perdendo o tempo de vcs e o meu? Simples!

paisagens vistas das janelas dos trens

O site do Ricardo expõe sugestões, recomendações, orientações, dicas etc. E o meu propósito é contar, por meio do meu post, como foi minha experiência, seguindo (invariavelmente) ou não as recomendações/orientações do Ricardo...e ir acrescentando aqui e ali uma ou outra dica, descrevendo em detalhes uma ou outra aventura, mas sempre agradecendo as orientações básicas e iniciais, fundamentais para fazer meu planejamento. Neste contexto, se vc planeja viajar à Suíça, uma visita e uma leitura cuidadosa no post roteiros de viagem na Suíça  é quase que obrigatória. Merci, Ricardo/Bóia!

tomando coragem para encarar o sledge (trenó)
Após fazer o dever de casa (ler o blog do Ricardo e alguns outros), escolha o tempo que vc deseja passar no país e trace seu próprio roteiro, incluindo as variações, caso vc, por exemplo, deseje ficar mais tempo num determinado vilarejo para esquiar ou simplesmente para curtir mais demoradamente seu relax no frio.

paisagem surreal em Vevey (perto de Montreux)

Como traçar o roteiro?

A Suíça é um país pequeno (mais ou menos do tamanho do estado do RJ), mas cheio de encantos, recheado de cidades/vilarejos com características distintas e, curiosamente, ao mesmo tempo similares.
Portanto, na elaboração de roteiro, repito integralmente a perfeita dica do Ricardo:

sunset nos alpes e lagos

"Fórmula para um itinerário perfeito: é o mesmo princípio da banana split: três sabores e uma cobertura. Os sabores: uma cidade beira-lago + um vilarejo de montanha + Berna. A cobertura: um trem panorâmico ou de montanha
Num país tão diversificado, a chave para a escolha das bases, escalas e bate-voltas é evitar as redundâncias. Se quiser incluir uma segunda cidade beira-lago, escolha num cantão de idioma diferente. Assim: Zurique + Lucerna é uma dobradinha redundante; são duas cidades beira-lago alemãs. Já Lucerna (alemã) + Montreux (francesa) ou Lucerna (alemã) + Lugano (italiana) são combinações mais ricas....Finalmente, o trem panorâmico deve se encaixar de maneira fluida no seu roteiro, senão não vale. Não faça bate-voltas em trem panorâmico (tipo: ida e volta pelo Glacier Express ou ida e volta pelo Bernina). Os percursos são longos demais para que se volte pela mesma paisagem."

Paisagem tipicamente suíça - dá para enjoar?
Portanto, meus caros, trocando em miúdos, leia sobre as cidades e monte sua própria "banana split", evitando repetir sabores, coberturas etc.. rsrs...parece engraçado, mas é um raciocínio perfeito.

Só acrescentaria uma coisa: dependendo de onde vc vem ou para onde vc vai, a partir da Suíça, veja por onde vc quer chegar/sair do país e tente atravessá-lo, norte a sul, ou leste a oeste, ajustando seu roteiro de acordo. Vc perceberá como o país vai mudando conforme vc se desloca de uma ponta a outra.

MEU ROTEIRO

Bom, sem mais delongas, vamos ao roteiro que escolhi.
Defini que ficaria somente 5 noites no país. Claro que ficaria bem mais se fosse esquiar ou se não quisesse visitar outra cidade (tinha prometido minha filha que a levaria para conhecer Paris - um grande sonho dela).
Vevey
Com isso, defini que minha entrada no país seria pela Suíça Alemã (Zurique), com mais ofertas de vôo de chegada a partir do Brasil, e a saída do país seria pela Suíça Francesa (Genebra), ou seja usando as duas grandes cidades "hubs" da Suíça. Infelizmente, nesta viagem, descartaria a Suíça Italiana (bom para que vem de Milão).
As cidades hubs (Zurique e Genebra), justamente por serem mais urbanizadas e com menos cara de vilarejo suíço (por favor, os fãs dessas cidades não me crucifiquem por isso!), foram descartadas em termos de hospedagem e ficaram só como passagem mesmo.
Meu roteiro ficou então assim: Zurique--> Lucerna--> Berna-->Interlaken-->trem panorâmico--> Montreux. Veja o meu roteiro abaixo:



Detalhe importante: o roteiro foi feito TODO de trem (mais sobre isso na seção "deslocamentos"). Infelizmente, o google maps só me permite fazer rotas com mais de uma cidade usando rodovias. Logo, ele deve servir apenas como referência e para vcs perceberem como é fácil atravessar o país. Tenham em mente, portanto, que o mapa não é totalmente preciso, pois não retrata o percurso adotado pelas ferrovias.
subida ao jungfrau no inverno

Voltando ao roteiro, cheguei em Zurique e fui direto para Lucerna. Nada como contar com uma estação de trem dentro do aeroporto!!! País desenvolvido é isso aí!!!

Montei minha primeira base em Lucerna, cidade recomendada por 10 em 10 blogs como sendo a mais suíça de todas as cidades. Quer saber? Pura verdade! Foi a cidade beira-lago perfeita, me proporcionou familiarização completa com o modo de vida suíço, me permitiu fazer um passeio de barco por um dos mais lindos lagos que já vi e serviu de base perfeita para o primeiro passeio de montanha. (vide seção "o que fazer").

podia faltar o fondue?

No caminho de Lucerna à Interlaken, não podia deixar de seguir uma das muitas dicas do Ricardo e conhecer Berna. Vale muito a pena fazer um pitstop providencial de algumas horas na bela capital do país, também riquíssima em marcantes características suíças e tradições que remontam de tempos antigos (idade média).

Em Interlaken, usei e abusei da cidade como base perfeita para visitar vilarejos de montanha (Grindelwald, Lauterbrunnen, Wengen) no caminho para o famoso e imperdível passeio ao "top of Europe"(a majestosa montanha que compõe o circuito Jungfrau).

topo do jungfrau - mirante que vc já viu em filme do 007
A partir de Interlaken, peguei uma das três principais rotas panorâmicas que o país oferece e que se encaixou como uma luva no meu roteiro, a Golden Pass Line. Esta rota,  feita num trem mais do que tradicional, estilo belle époque, me levou à última cidade (também beira-lago), já na Suíça Francesa: Montreux. A redundância no caso (duas cidades beira-lagos) foi perfeita, porque uma cidade (Lucerna) era tipicamente alemã, enquanto a outra (Montreux), totalmente francesa. Contraste notado não só na língua base, como também nas características das cidades e até no povo.

trem da rota panorâmica - tradição
Por fim, de Montreux, um trem para Genebra margeando outro maravilhoso lago e passando (apenas de passagem) por cidades belíssimas, como Vevey (com direito a pitstop) e Lausanne.

promenade em Montreux

Ufa!! Parece cansativo, mas não é. O ritmo é tranquilíssimo. As cidades são pequenas, facílimas de serem conhecidas a pé, mesmo no frio. Aliás, o frio até ajuda nas andanças!!! Com um bom refill periódico de chocolate e queijo na mochila vc anda, anda...e mal sente o cansaço.

não dá para resistir

Grana??
Sim, a Suíça definitivamente não é um país barato! A moeda, franco suíço (CHF), é valorizada. Quando viajei, 1 CHF = R$2,75. Menos que o euro e um pouco mais do que dólar. Mas, o problema é que hotel e comida, principalmente, são itens caros. A dica para economizar sem prejudicar sua viagem é novamente "planejar" bem. A escolha de hotéis com um bom café pode lhe poupar um almoço mais caro. Usar e abusar dos ótimos itens de supermercado (Migros e Coop que estão em toda a parte) é uma ótima alternativa para se comer bem (escolhendo nos mercados itens típicos da culinária suíça!!), sem gastar muito. Deixe os restaurantes para as refeições especiais....aquele fondue ou aquela raclette inesquecível...rsrs

passeios relaxantes
Os estabelecimentos costumam aceitar euros, mas com conversões pouco amigáveis. A melhor dica é trocar seus U$ ou euros por CHF nas estações de trem ou em caixas automáticos em bancos suíços. No banco "Migros", vc pode colocar uma nota de U$100 em determinados caixas automáticos que efetuam a troca, com melhor cotação e sem qualquer taxa extra.    
Saquem a cor da água dos lagos!!!

ONDE FICAR

Represa de Lucerna
Infelizmente, a Suíça (ou as cidades que visitei) não é muito rica em hotéis B&B e nem aluguel de casas (estilo AirBnB ou tripadvisor flipkey). Assim, meus amigos, não tem jeito! Tem que apelar para o booking.com, ver bem os comentários, se é perto/longe das estações, se tem ou não café, e claro, o preço!! De uma forma geral, dei sorte com os hotéis! Todos corresponderam! Mas não foram baratos!

3500 m de beleza!

Em Lucerna, fiquei no hotel restaurant stern Lucern. Seria ótimo, se não fosse o wifi que deixou a desejar. Com sorte, eles já resolveram o problema! Localização boa e café idem.
hotel em Interlaken

Em Interlaken, fiquei no espetacular hotel royal stgeorges interlaken mgallery-collection. De cinema! Tradicional, confortáveis acomodações, café espetacular. Ótimo ponto.

hotel em Montreux
Em Montreux, fiquei no villa eden palace au lac, com uma vista linda, confortável, espaçoso, num ponto mais do que nobre da cidade, mas não tinha café....o que não chegou a ser stress, porque tinha um migros a poucos metros.

DESLOCAMENTOS

andar de trem é tudo de bom na Suíça - fácil e eficiente
Bem amigos, no inverno, nunca é bom dar chance para o azar, né mesmo?!! 
Além disso, se o próprio povo suíço usa e abusa da espetacular rede ferroviária, por que vc vai querer inventar e alugar um carro?

paisagem alpina onde os trens passam sem problemas no inverno

Definitivamente, é muito fácil andar de trem na Suíça. 
Primeiramente, porque as estações invariavelmente estão no centro das cidades e vilarejos, permitindo que vc faça tudo a pé a partir delas, mesmo que vc vá esquiar!!

trem vs trenó (sledge) - vale tudo para aproveitar a neve

Em segundo lugar, porque aspectos como organização, limpeza, pontualidade, facilidade de compra de bilhetes, acesso, outras facilidades (guarda-bagagem, lanchonetes etc.) fazem das estações verdadeiros núcleos urbanos de referência. 

Vc pode andar de bike pelas cidades também
Na minha opinião, em relação a outros países da Europa, onde os trens também são importantes, a Suíça se destaca por tratar esse meio de transporte com mais carinho e zelo. Provavelmente, por depender mais dele ou simplesmente por ter um povo que respeita e valoriza mais a questão da mobilidade urbana......ah.....se pudéssemos aprender com esses caras....!!!

estação de trem em Lucerna - autosuficiência

Comprar ou não o Swiss Pass?

igualzinho ao trânsito do RJ
Se vc pensa em viajar à Suíça, certamente vc já ouviu falar nesse pass mágico, certo?
Bem, se não ouviu, vc pode visitar esse site aqui: http://www.swiss-pass.ch/

Quando o sol descobre as casinhas....
Tem pass para dias consecutivos ou não, para casais que viajam junto, descontos para crianças...enfim, uma variedade grande de opções e descontos diferenciados. Não é barato!! Lembre-se sempre: vc está na Suíça!

Grindelwald - belíssima
Mas, pode ser uma mão na roda para vc, principalmente, se vc não quiser se preocupar em comprar passagem na estação.

Kleine
Financeiramente, uma maneira rápida de ver se vale a pena é dividir o valor do pass pelo número de dias que ele dá direito. Compare o valor resultante com o preço das viagens de trem (ônibus vai ser raro) que vc gostaria de fazer naquele dia. Para saber esses preços é bem simples! Basta visitar o site da cia. de trens SBB http://www.sbb.ch/en/home.html e fazer a simulação do itinerário. O Ricardo mais uma vez dá uma fantástica aula sobre isso no seu blog. roteiros-trem-suica-swiss-pass.
Pessoalmente, não comprei o swiss pass. Fiz as contas e vi que não valia para mim, mesmo considerando os descontos que o pass dava em alguns passeios.


Outras facilidades

As estações aceitam pagamentos em cartão nas máquinas automáticas (auto-explicativas) ou dinheiro.
Existem ainda os tkts de trem supersaver que podem ser comprados via Internet para algumas rotas e alguns horários, com o inconveniente de uma vez comprados para um dado horário, vc não pode trocar, como no caso dos tkts normais. 

queijos e mais queijos - experimente todos!! São baratos e deliciosos!!
Como ocorre na maior parte das estações da Europa, vc pode guardar bagagem nos lockers automáticos e bater perna (bem mais leve) nas cidades. O que achei legal é que eles também oferecem um serviço de "fast baggage" em que vc pode mandar a sua bagagem para o destino final e ficar curtindo o pitstop intermediário sem as malas. Depois, é só coletar as malas no destino final, desde que vc não passe das 19:00...depois disso, só no dia seguinte. Tem também o serviço de checkin de avião na estação de trem!! Isso mesmo. Por exemplo, vc vai viajar de avião, saindo de Genebra à noite. Ok, sem problemas. Vc faz o checkin em qualquer estação de trem pela manhã, pega seu cartão de embarque e fica livre para fazer o que quiser, sem as malas....aparece na estação na hora do vôo e só pega as malas no seu destino final.....muito show, né!!???

paixão na montanha

O QUE FAZER

Bom, como falei antes., se eu soubesse que a Suíça era tão legal, certamente teria planejado ficar mais tempo, principalmente para curtir uns bons dias de esqui nas suntuosas estações.
Teria também feito as outras rotas panorâmicas (Bernina Express, Glacier Express) que não fiz e teria visitado as cidades de Appenzell e Saint Moritz. 
Cisnes se deliciando nas águas limpas de Lucerna
Não dá para querer fazer tudo, né?!! E, vcs conhecem o meu lema: sempre deixo de fora do roteiro um lugarzinho...para dar aquela vontade de voltar....rsrsrs.

Vista do lago Lucerna do topo do Rigi

Mas, fiz muita coisa!! E acho que deu para ter uma ótima visão do país, de sua cultura, de seu povo e conhecer várias de suas belíssimas paisagens. No final, é isso que importa, certo??!!
Então, vamos a uma breve descrição de algumas das aventuras que vivi:

SUGESTÕES PARA LUCERNA


família - amo muito tudo isso!

- Passeio Classic Rigi (5 hour trip) - Sensacional. Combina passeio pelo belo lago Lucern, trenzinho de montanha, vista de cinema do topo da montanha (2.000m), brincadeira de neve no topo (curti muito o trenó), e teleférico na volta. Mais info aqui: classic Rigi round trip

trem que leva ao cume do Rigi
Topo


The Rigi roundtrip is free with the Swiss Pass. Tickets available at the Lake Lucerne SGV boat company, Lucerne. You can start at 9.12am, 10.12am or 12am with connection in Vitznau. The boats depart at pier 1, opposite railway station. 

Weggis no caminho - cidadezinha de interior...muito legal!

Combina travessia do lago (de Lucerna a Vitznau), trem de montanha e teleférico (ao pico do Monte Rigi) e travessia de volta (de Weggis a Lucerna). Boat trip: Lucerne – Vitznau and Weggis – Lucerne. Then, Uphill Vitznau – Rigi Kulm, downhill Rigi Kulm – Rigi Kaltbad by cogwheel railway.

visual do passeio de barco - Vitznau

Restaurante/hotel no topo do Rigi

Finally, Downhill from Rigi Kaltbad – Weggis by aerial cable car. Boat trip in 2nd class, no division into classes on Mt. Rigi Railways (CHF 90 without Half-Fare travelcard; CHF 54.50 with Half-Fare travelcard)

Descendo de teleférico para Weggis
- bater perna em Weggis

Beira do lago em Weggis
Weggis
- Chapel Bridge (Kapellbrucke) – ponte de madeira, cartão postal da cidade
ponte da capela
igreja jesuíta
- praça do mercado do vinho (Weinmarkt)
relógio - muro da cidade




















- igreja jesuíta (Jesuitenkirche); torres gêmeas da Hofkirche


Leão moribundo
de emocionar
- monumento do leão moribundo (atrás do restaurante "old swiss house")

coisas de old town
- passear por Old Town – Lojas, cafeterias, ambiente agradável, estilo idade média.

visual de old town

- Lake Luzern – talvez seja melhor fazer no contexto do passeio para Rigi


Monte Pilatus. Não fiz, por ser passeio de montanha, parecido e menos completo que o Rigi.  
sledge fun
- Descer montanha abaixo de trenó (sledge) - emoção e diversão na medida certa. 

sledge fun

rola até competição!!

SUGESTÕES PARA BERNA


Berna - rua principal
As construções da cidade antiga se alinham em três ruas perfeitamente paralelas que partem do entorno da estação central e se encontram na ponta da península, já a caminho da ponte principal. 

rio que banha Berna

Longas arcadas protegem os moradores (e visitantes) das intempéries. 

xadrez ao invés de dama ou sueca...cada povo tem o jogo que merece!! rsrsrs

Do outro lado do rio fica o Parque dos Ursos, onde ursos podem ser observados (por ali há um ótimo biergarten (cervejaria), o Altes Tramdepot). Dei azar. Na minha visita, os ursos estavam hibernando...coisas do inverno! Faz parte!

parque dos ursos ao fundo

- Rose Garden - visão panorâmica da cidade

vista de cidade do Rose Garden

- Clock Tower (Zytgloggle)


- Casa de Einstein

Einstein
Parece fácil...bem, para ele era!!!
- Basílica da cidade e feirinhas das ruas principais de Old Town (one of the longest covered shopping promenades in Europe. Find the latest European fashions, lots of cozy cafes and restaurants and endless people watching).

catedral de Berna
porta da catedral de Berna

SUGESTÕES PARA INTERLAKEN (OST OU WEST)


estação de trem de Interlaken (OST - leste)
Como diz Ricardo Freire ( e eu repito) : "Interlaken é o principal centro do turismo alpino suíço — simplificando bastante, e em bom português brazuca, é a Bariloche da Suíça".

Interlaken - cercada por montanhas majestosas.

O diferencial da cidade é a localização. Interlaken significa obviamente “entre lagos”, pois fica justamente entre os lagos Brienz e Thun


A cidade é como se fosse um vale, cercado por montanhas enormes — Eiger, Mönsch e Junfrau. Me senti um verdadeiro hobbit num dos vilarejos dos filmes...rsrs 

passeios a escolher

É o ponto ideal portanto para você conhecer  as chamadas ”terras altas de Berna” ou, popularmente, falando, os principais alpes suíços.

Circular por Interlaken à tardinha e à noite é tudo de bom!! 

vale perfeito para esportes radicais como parapente
People watching, descidas de parapente no por do sol e um vaivém de turistas dão uma ótima sensação de balneário alpino. A cidade é fácil de andar, com ótimos restaurantes, local ideal para vc traçar aquele fondue, lembra??!! Os lagos fazem um belo pano de fundo, contrastando com a neve que decora as imponentes montanhas que cercam o vale, e passeando pelo canal que interliga os lados, vc está no meio do "point". 
parque em Interlaken

- teleférico que leva à Harder Kulm - não é um cume tão alto, mas tem uma vista privilegiada dos lagos.

Lauterbrunnen

Jungfraubahn ("top of Europe")


vista panorâmica do topo de Jungfrau

Para mim, uma das sensações da viagem. Passeio caro, mas sensacional!!! Vista incrível!! Vilarejos lindos no caminho ao topo. Sem mais palavras. 


Tudo começa vc checando a meteorologia no dia anterior. Para vc curtir integralmente o passeio, o tempo tem que estar claro (com poucas nuvens). Caso contrário, poderá jogar dinheiro fora!! 
3571m de beleza!
Note que eu falei claro e não calor! Lembre-se, vc vai subir a quase 4.000m!! Prepare-se para o frio!!! Só que um frio gostoso....e muito tranquilo de suportar com a infra oferecida!!
mapa do circuito

O ideal, para o dia render mais, é começar o passeio cedo, saindo da estação de Interlaken ost, onde vc também vai comprar os tkts e receber as explicações pertinentes de simpáticos funcionários da estação (totalmente preparados para receber turistas!!).  O circuito é circular. 

trem do primeiro percurso de Lauterbrunnen à Kleine Scheidegg

Vc sobe por um lado da montanha e desce pelo outro. A dica é subir por Lauterbrunnen e descer por Grindelwald. Em Lauterbrunnen, vc troca de trem para Kleine Scheidegg. 

Wengen - paraíso de ski no meio de caminho

No caminho, passa por paisagens de cinema, principalmente em Wengen, a 1.300m de altitude, uma cidadezinha simplesmente linda, na beira do precipício. 

prepare-se para o frio!! 

Em Kleine Scheidegg, a 2.060m de altitude, já com temperaturas certamente negativas, vc pega o trem que finalmente te leva ao topo, chamado de Jungfraubahn. 


A viagem desde Kleine Scheidegg leva uma hora. A maior parte é feita dentro de um túnel, escavado nas rochas...uma bela obra de engenharia que justifica (um pouco) o alto preço do tkt. 

trem do último percurso até o topo

Na ida, há duas paradas para apreciar os montes nevados em mirantes envidraçados. Depois do segundo túnel, já a 3.500m de altitude, você está em Jungfraujoch (o “pé da montanha mais famosa Jungfrau”). 

visão da parada do primeiro mirante

Neste local, criaram um "circuito" ótimo para vc conhecer bem o belíssimo local e poder se deliciar com vista dos outros picos, do Eiger e do Mönsch, além das gigantescas geleiras alpinas. 

é gelo que não acaba mais!

Para percorrer o circuito, vc vai levar cerca de 1 hora, com as paradas para as fotos obrigatórias no castelo/palácio de gelo, no restaurante giratório e no mirante principal ao ar livre. Se sentir cansaço, lembre-se que vc pode estar com pouco O2 no sangue....pare, descanse e continue. Se puder, tome um café para dar aquela animada!! rsrsr.

É para admirar e não esquecer

Na volta, vc desce de novo à Kleine Scheidegg e de lá pega o trem para Grindelwald que, aliás, é um vilarejo de montanha com uma beleza de doer os olhos. Ótimo point para montar uma base para esquiar....aliás, as pistas são um capítulo a parte!! Gigantescas, majestosas....tem pista de trenó de 7km de extensão...precisa falar mais??
conquistando o topo do topo...frio pacas...-15C!!!!!!!

palácio de gelo
esculturas no gelo
é gelo mesmo!!
olha o esquilo da Era do Gelo...rsr
vai um gelinho aí?

INTERLAKEN → MONTREUX (GOLDEN PASS LINE = trem panorâmico)


Horários:  Golden Pass Line normal: Interlaken (09:08) → Zweisimmen (10:19)

planejando a rota panorâmica
Troca de trem para 
a) Golden Pass Line panorama: Zweisimmen (10:25) → Montreux (12:13) ou 
b) Golden Pass Line classic: Zweisimmen (11:05) → Montreux (13:13)

percurso da rota

O trajeto entre Montreux e Interlaken é feito em mais ou menos três horas. 

trem tradicional
passeio à moda antiga















Vc sai de Interlaken, curtindo a paisagem linda dos lagos. Chegando à Zweisimmen, deixa-se o vagão comum e vc tem a opção de pegar o trem panorâmico Panorama ou Classic. O Panorama é mais moderno, com janelão e o Classis é mais tradicional. Fui de classic.

Veja diferenças aqui: golden pass.
decoração belle époque - elegância!!
Em ambos os casos, a rota é a mesma. Belíssima, principalmente quando vc passar por Gstaad (cidade do ricaços!!) e quando vc estiver chegando à Montreux, com a visão do lago genebra. Show!!

visual do passeio...sacou porque a rota é panorâmica?? Lago Thun

MONTREUX


chegando à Montreux pela rota
Qualquer semelhanca com a Cote D'Azur é mera coincidência. Parece que vc está em Nice ou Cannes, mas com um glamour Suíço....rsrsrsr... 
caminho florido da promenade em Montreux
curtição nesse passeio....

A orla do lago, a famosa promenade, é um ambiente agradabilíssimo. Aqui, devo admitir, que a primavera deve dar um tom belíssimo à cidade superior ao tom (já belo) de inverno. 

E mais águas cristalinas - Lago Leman

O clima é mais ameno, bem mediterrâneo mesmo.

Parece Cannes...

A estátua do Freddie Mercury, antigo morador ilustre da cidade, dá um clima musical à cidade que certamente deve bombar durante o famoso festival de jazz.

Foto com um dos reis do rock - Queen!!!

A orla do lago é decorada com árvores, flores e deve ser curtida à pé....de preferência com um sanduba de baguete na mão....rsrsrsr. 

Uma ida à cidadezinha de Vevey é quase obrigatória. Lá, o morador ilustre foi Chaplin...

Vevey

Chaplin - ex-morador ilustre de Vevey

O Castelo de Chillon é uma atração à parte. Majestoso e simpático. Tradicional. 

visual da torre do Chateau du Chillon

Bem legal, mesmo. Cinco minutinhos de ônibus (numero 1 - direção Villeneuve) e dá também para ir caminhando, são 3 quilômetros pela promenade beira-lago. 

lindo castelo de Chillon
Vista linda do topo do castelo!!

Bem, amigos. Desculpem-me pelo extenso post!! 

vai deixar saudades

Mas, espero que as info/dicas tenham sido úteis e os motivem a uma visitinha a esse belo país!!
Fiquem com mais umas fotos de despedida...viagem que sempre deixa saudades!
Abraço e até a próxima!!



































7 comentários:

  1. Ótimo post Lindas paisagens e lindas fotos! Vou para essa região agora em maio e com certeza vou usar suas dicas. Abs
    Meu blog com outras regiões: viagensespeciais.blogspot.com. Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Patricia. Boa viagem! Vou visitar seu blog sim. abs

      Excluir
  2. ADOREI essa postagem !! Que delícia de viagem. Voce poderia me dar algumas informações complementares? Gostaria de saber exatamente como foi feito seu deslocamento/paradas em cada "base"? Tipo assim: voce chegou em Lucerna de manha ou a tarde? ficou quantas noites? Dai voce foi direto para Interlaken ou passou por Berna? Quantos dias de hospedagem e em qual cidade? E no final com o Golden Pass Line como foi?? Desculpe o excesso de curiosidade, mas é que eu gostaria de ter uma ideia exata do tempo que voce dispendeu para cada cidade/deslocamento? Um grande beijo.... aguardo sua resposta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Monica. Obrigado pelo elogio.
      Vamos as suas perguntas.
      1 - meus deslocamentos? cheguei de avião em zurique (já conhecia e nao vale gastar muito tempo), fui direto para estacao de trem (que fica no proprio aeroporto). De lá peguei um trem para Lucerna. Cheguei à tarde. Fiquei três noites por lá. Veja no post os passeios nesta cidade.
      2 - depois peguei um trem de manhã cedo para Interlaken, passando por Berna. Deixei as malas em lockers na estacao de trem de Berna e curti a cidade andando mesmo. Tudo fica perto da estacao.
      3- no fim da tarde, peguei as malas e segui viagem para Interlaken, onde fiquei mais tres noites para fazer o passeio ao "topo do mundo"(ver post) e esquiar (curto muito). Se nao esquia, pode descer as montanhas de treno que tb é muito legal.
      4 - De Interlaken, peguei o trem de manha da linha Golden Pass para Montreux. Experiencia impar. Paisagem invernal deslumbrante...de cinema mesmo. Trem magnifico.
      5 - Montreux - ficamos duas noites. Veja passeios no post. De lá pegamos um trem para Genebra, de onde pegamos o aviao para Paris e seguimos viagem.
      Espero ter ajudado.
      Leo

      Excluir
  3. Leonardo, muito legal seu blog e esse post em especial. Irei à Suíça em setembro/2016, chegando e saindo por Zurique. Inicialmente, pretendo adotar Berna como base e de lá fazer os bate-volta. Dá pra fazer o Golden Pass Line saindo de Berna a Interlaken (50 minutos), indo até Montreaux e retornando a Berna? É viável ou muito cansativo?

    Diógenes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diógenes,

      Obrigado pelo elogio.
      Quanto a sua pergunta, como vc pode ver pelo post, o caminho de trem (via Golden Pass Line) até Montreux (Montreaux é outra cidade da França) demora de 3 a 4h. Considerando os 50 minutos adicionais, estamos falando de 4 a 5h. Total: 8 a 10h só de viagem.
      Viável é, mas acho que não faz muito sentido. Vc certamente ficará cansado.
      Montreux vale, com certeza, um pernoite.
      Interlaken idem, principalmente se vc estiver pensando em fazer o jungfrau.

      Boa viagem. Espero ter ajudado.
      Leo

      Excluir
    2. Obrigado pela resposta.

      Diógenes

      Excluir

Obrigado pelo seu comentário!